Com apoio dos Ultras e sob os olhares de Virkus, Gladbach II chega ao sexto jogo de invencibilidade e alcança a vice-liderança na Regionalliga West

Foto: Reprodução/Dirk Päffgen

Comandado por Eugen Polanski, ex-jogador do Gladbach, a equipe B dos Potros vem de boa sequência na Regionalliga West – são cinco vitórias e um empate nos últimos seis jogos, desempenho que foi suficiente para colocar os Foals na vice-liderança da competição, ainda que há uma boa distância do líder Münster, oito pontos à frente.

Passados 18 jogos, o Borussia Mönchenglabach II já está próximo de alcançar a pontuação de toda campanha passada, quando era comandado por Heiko Vogel, nome de confiança do antigo técnico Marco Rose, e que até chegou a se envolver em algumas polêmicas, em especial o episódio no qual o treinador fez comentários machistas em relação a equipe de arbitragem feminina.

Com uma nova perspectiva e com o jovem e ambicioso Eugen Polanski, o Gladbach II registrou até aqui nove vitórias, seis empates e três derrotas. Um dos principais aspectos que diferenciam essa equipe com o da temporada passada são os números da defesa. Até aqui, o Borussia concedeu 21 gols na competição e está entre as melhores do campeonato.

Polanski tem contado com a ajuda de jogadores já promovidos a equipe principal e que tem atuado pouco ou sequer entraram em campo, como Olschowsky, Rocco Reitz, Torben Müsel e Conor Noss. O destaque da campanha, no entanto, tem sido o centroavante Semir Telalovic, 22 anos – são 10 gols e seis assistências registradas pelo atacante em 18 partidas.

Telalovic, também de cidadania bósnia, se destacou no FV Illertissen da Regionalliga Bayern, também equivalente a quarta divisão nacional. Em alta nos últimos anos, Semir tem se destacado e segue em busca de oportunidades na equipe principal.

Nesse sábado (26), o Gladbach II contou com 1.300 torcedores no triunfo por 2 a 1 diante do Kaan-Marienborn em jogo disputado no Grenzlandstadion, local que o Gladbach manda os jogos. Além do apoio dos Ultras, o diretor esportivo Roland Virkus também esteve acompanhando. Telalovic e Müsel anotaram os tentos dos Potros.

Tivemos tudo sob controle, mas falhamos em decidir o jogo mais cedo, porque cometemos muitos erros ao tomar decisões erradas, especialmente nos contra-ataques. De toda forma, foi uma vitória merecida porque claramente fomos melhores no primeiro tempo e defendemos”, analisou Eugen Polanski, que vem se destacando no início de trabalho pela equipe secundária do Borussia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s