Gladbach dá outro vexame, sofre novo revés no Rheinderby e situação de Adi Hütter fica insustentável

Foto: Reprodução/Imago

Certa expectativa pairava em Mönchengladbach, especialmente com o Borussia-Park lotado, mas o Borussia vivenciou outro fracasso – os Potros foram derrotados por 3 a 1 para o arquirrival Köln, em jogo válido pela 30ª rodada da Bundesliga. Modeste, Kainz e Ljubicic anotaram os tentos dos Bodes, enquanto Breel Embolo marcou o gol de honra dos Potros.

Tentando se vingar do resultado do primeiro turno, o Borussia Mönchengladbach iniciou o clássico com intensidade e em busca do resultado, mas logo aos 4’ as fragilidades do trabalho do técnico Adi Hütter foram expostas. A equipe visitante aproveitou a péssima recomposição defensiva do Borussia e abriu o placar com Anthony Modeste, que aproveitou cruzamento vindo da direita para finalizar e marcar.

Aparentemente impactado pelo gol, assim como aconteceu em outros vexames, como na humilhação diante do Freiburg, o Borussia levou o segundo gol alguns minutos depois, aos 20’, através de Kainz, que apareceu na pequena área para completar para o fundo das redes. O gol sofrido também foi decorrente de uma sucessão de erros, dentre elas, primeiramente, a saída de bola realizada de forma equivocada e que foi bem pressionada pelo Köln durante toda partida.

Logo aos 34’, depois de tentativa “pé mole” de disputar a bola, Ginter foi superado pelo adversário, que aproveitou diversas falhas e espaços na defesa dos Potros até a jogada chegar em Ljubicic pela direita, ele bateu cruzado e aumentou a agonia dos Potros. Apático, o Borussia criou uma ou outra chance de forma esporádica, mas foi dominado em quase todos quesitos na primeira etapa.

Sem qualquer inspiração ou qualidade coletiva, o Gladbach tentou buscar algo na etapa final, porém sem apresentar muito perigo a meta do Köln. Depois de bom lançamento longo de Hofmann, o suíço Breel Embolo recebeu, dominou e venceu a marcação de um zagueiro antes de tocar para o gol e anotar o gol de honra.

Assim como no intervalo, a torcida vaiou de forma veemente após o apito final, direcionando inúmeras críticas ao técnico Adi Hütter e aos jogadores, que habitualmente se direcionam a torcida para agradecer. Dessa vez, só ouviram críticas.

Gladbach ainda tem mais quatro rodadas pela frente – Freiburg, Leipzig, Frankfurt e Hoffenheim, portanto, a torcida ainda terá mais momentos para sofrer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s