Ampliando a lista de vexames, Borussia Mönchengladbach é facilmente superado pelo Hannover e cai na Copa da Alemanha

Foto: Reprodução/DPA

Não bastasse a sequência de resultados negativos na Bundesliga, o Borussia Mönchengladbach entrou em campo nesta quarta-feira (19) em jogo válido pelas oitavas de final da DFB Pokal, a Copa da Alemanha, naquela que era a única esperança de conquistar algo na temporada e assim como na competição por pontos corridos, passou outro vexame. Ineficiente do início ao fim, os Potros foram superados por 3 a 0. Kerk e Beier, duas vezes, anotaram os tentos do Hannover, que também não faz boa campanha na 2. Bundesliga.

Depois de mais uma atuação catastrófica diante do Bayer Leverkusen, o técnico Adi Hütter resolveu promover algumas alterações na equipe titular, dentre elas o retorno de Matthias Ginter. Com apenas quatro minutos de partida, o Hannover abrira o placar com Beier – a defesa falhou de forma individual e sistemática, primeiramente com Elvedi, numa tentativa patética de cortar o ataque adversário e posteriormente de Joe Scally, que deixou Beier desmarcado e tentou marcar outro adversário, que já estava sob a atenção de Friedrich. Beier recebeu sozinho, avançou e finalizou para abrir o placar.

Improdutivo como de costume, os Foals seguiam sofrendo para superar a defesa adversária, que por outro lado, conseguiu dobrar a vantagem após outra penalidade cometida por Marvin Friedrich, a segunda em dois jogos. Empolgado pela excelente fase, Yann Sommer até foi no canto certo e teve contato com a bola, mas não conseguiu evitar o gol de Kerk. No outro lado da meta, Ron-Robert Zieler teve atuação impecável do início ao fim e sempre que o Borussia chegou – e com boas oportunidades, o arqueiro alemão apareceu para executar belíssimas defesas.

Mudanças nos nomes, mesmas falhas

Adi Hütter resolveu sacar a dupla de ataque que havia escolhido para o confronto – Marcus Thuram e Alassane Pléa novamente produziram absolutamente nada em campo e deram lugar a Breel Embolo e Denis Zakaria. Assim como na etapa inicial, o Gladbach logo tratou de sofrer outro gol aos 51’, novamente em uma falha absurda de posicionamento e nesse caso, também de comunicação. Koné não foi para a disputa da bola para que Scally se adiantasse e recuperasse a pelota, porém o norte-americano hesitou e ficou “plantado” na posição – Hannover avançou em contra-ataque mortal, venceu a “linha burra” de impedimento no meio do campo e aumentou a vantagem através de Beier.

Mais uma vez, é incompreensível ter poucos jogadores na cobertura defensiva de um escanteio a favor, algo que já havia acontecido na temporada passada na eliminação da DFB Pokal diante do Dortmund. Com o resultado praticamente decretado, Zieler voltou a aparecer com enorme destaque, salvando pelo menos três ou quatro oportunidades claras de gol, mas nada que fosse mudar a história do jogo.

Assim como na Bundesliga, o Borussia Mönchengladbach fracassa na Copa da Alemanha, desperdiçando uma chance incrível de voltar a conquistar um título de grande importância. São seis derrotas nos últimos oito jogos, algo suficiente para ligar o alerta contra o rebaixamento na Bundesliga. Será que Max Eberl está disposto a ser teimoso mais uma vez?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s