Gladbach “apaga” na etapa final e volta a ser assombrado por algoz Freiburg na Floresta Negra

hate
Foto: Divulgação/Bundesliga

Como esperado, o Borussia Mönchengladbach foi novamente derrotado pelo Freiburg nesta sexta-feira (26), em jogo que abriu a 9ª rodada da Bundesliga e que poderia alçar o Borussia a liderança provisória da competição. Apesar da boa atuação na etapa inicial, os Potros “desligaram” na segunda metade e sucumbiram diante do Freiburg por 3 a 1, com gols de Petersen, Waldschmidt e Höler para os mandantes, enquanto Thorgan Hazard, de pênalti, descontou.

O adversário é notoriamente um incômodo para o Borussia Mönchengladbach e não demorou tanto para voltar a assombrar os Potros, tendo uma penalidade ao seu favor logo aos dez segundos de partida, cometido pelo goleiro Yann Sommer e devidamente convertido por Nils Petersen. Apesar do impacto de iniciar a partida já perdendo, o Borussia prosseguiu com seu habitual estilo de jogo, dominando as ações e criando inúmeras oportunidades no ataque, até que Stindl foi derrubado na área, em mais uma penalidade assinalada na partida. Thorgan Hazard acertou um petardo no meio do gol para igualar o marcador na Floresta Negra.

Bem disputado e com o Freiburg adotando uma postura reativa, o confronto continuou bastante competitivo e equilibrado, típico da Bundesliga. A presença de Lars Stindl, atuando a frente, deslocando Pléa para a ponta, não pareceu tão efetiva durante toda a etapa inicial, enquanto defensivamente, Yann Sommer contribuiu bem para a equipe. Os DieFohlen tiveram uma atuação muito boa na etapa inicial, exceção a Hofmann, Stindl e Pléa, ou aparecendo pouco ou errando muito.

O retorno para a segunda etapa não foi dos melhores, já com a saída de Pléa no intervalo, depois de aparentemente ter sentido algo. Diferentemente da primeira metade, o Gladbach pouco produziu e o Freiburg, que pouco jogava, voltou a liderar o marcador após erro de Stindl no meio-campo, concedendo contra-ataque letal dos mandantes, aproveitado por Waldschmidt em finalização perfeita da entrada da área. Nem as entradas de Neuhaus e Ibrahima Traoré conseguiram causar impacto em uma equipe muito pálida na etapa final.

Pouco inspirado e improdutivo, os Potros não conseguiram oferecer situações de perigo e, no minuto final, ainda sofreram mais um castigo, em um tento do meio-campo, após saída pífia de Sommer. Sem goleiro, Höler aproveitou a bobeira do suíço e decretou mais um revés dos Foals na Floresta Negra.

Sommer (5,5), Lang (5,5), Ginter (5), Elvedi (6), Wendt (5); Strobl (6), Zakaria (6,5), Hofmann (5); Hazard (6), Pléa (5,5), Stindl (5).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: